Por Bianca Braga, Monitora Educativa do Escola de Notícias.

A partir de agora, o Espaço Cultural CITA está sendo reconhecido como um dos 229 novos Pontos de Cultura escolhidos pelo Ministério da Cultura em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura da Cidade de São Paulo. Com o objetivo de abrir oficinas e atividades gratuitas para moradores de todas as idades da região do Campo Limpo, o Espaço Cultural pretende se tornar um lugar com mais interatividade e acessível ao público local.

Desde do último dia 10, 229 organizações e iniciativas da cidade de São Paulo foram reconhecidas como Ponto de Cultura (entre elas, o Capão Cidadão, Sacolão das Artes, Casa da Mulher e da Criança, o Bloco do Beco e o Espaço Cultural CITA). Entre as organizações selecionadas reconhecidas,  o nosso Cantinho de Integração de Todas as Artes junta-se as mais de 85 organizações com projetos selecionados para receber também apoio financeiro.

A lista de aprovados de São Paulo para o credenciamento dos Pontos de Cultura Viva foi selecionado pela Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo. O processo de avaliação foi realizado por uma Comissão da cidade, formada por integrantes da Sociedade Civil, sendo pessoas ou representantes de organizações com reconhecida atuação na área cultural da cidade.

Os Pontos de Cultura são organizações que articulam e impulsionam um conjunto de ações em suas comunidades, agregam como agentes culturais e compõem uma rede de articulação, recepção e disseminação de iniciativas culturais. Dessa vez o edital foi lançado em parceria do Ministério da Cultura com a Secretaria Municipal de Cultura da cidade de São Paulo. “O poder de legitimação chega a ser maior pois o reconhecimento vem por meio de pessoas da nossa cidade, pela secretaria da nossa cidade.” contou Dêssa Souza, cantora e produtora do grupo teatral Bando Trapos.

O Espaço CITA é uma ocupação artística feita por coletivos culturais da região no antigo prédio abandonado pela Subprefeitura do Campo Limpo. O CITA (Cantinho de Integração de Todas as Artes) é ocupado artisticamente pelos grupos Bando Trapos, Escola de Notícias, Maracatu Ouro do Congo, Tropeiros da Arte e Quintal das Histórias, Sarau do Binho, entre outros. E eles acabaram de transformar o lugar em um ponto de cultura.

“Ser aprovado como Ponto de Cultura, quer dizer que o trabalho que nós vinhamos fazendo nesse tempo todo esta sendo reconhecido pela nossa cidade e isso chega ser mais importante do que a verba em si, pois a verba vem mais para manter o espaço (conta de água, luz, comida, material), mas o reconhecimento é algo que sempre sonhávamos.” contou Dêssa Souza.

“Desde que começamos a ocupar o CITA, nós vinhamos tentando tornar o espaço, um lugar que fosse ocupado pelo público, onde exista interatividade, atividades e oficinas gratuitas para todo mundo e agora, esse espaço existirá oficialmente.” acrescentou Rodrigo Dias, ator do grupo teatral.

O ponto de cultura entrará em ação a partir do começo de Agosto. Há toda uma preparação para frente. Com 2 meses de programação e atividades previstas (oficinas de Teatro, Dança, Contação de História, Cordas, Sanfona, Percussão e Maracatu), a articulação do espaço será coletiva, as pessoas  não só farão as oficinas, mas também terão uma participação totalmente ativa na construção dos projetos e propostas do Ponto de Cultura (incluindo horário, dia e quantidade de participantes nas oficinas), além da elaboração do Cinema na Praça e da escolha de um grupo de fora para fazer alguma atividade no espaço.

O Ponto de Cultura irá oferecer não só o que o Bando Trapos sabe fazer a partir de suas habilidades artísticas, mas sim, fazer com que os outros grupos da região compartilhem suas habilidades e talentos para e com as outras pessoas (músicos, pintores, comunicadores, poetas e etc). A consequência disso tudo será o reconhecimento, apropriação e a visibilidade do Espaço Cultural CITA.

O inicio das inscrições não está previsto ainda, porém os interessados podem comparecer no local do espaço (Rua Aroldo de Azevedo, 20, Campo Limpo – São Paulo) e se inscrever na lista de interessados para a realização das oficinas.

Anúncios